Dízimos

Print Friendly

Uma mensagem honesta sobre dízimos, ofertas e o desafio do cristão em engajar-se financeiramente em sua comunidade.

Você pode gostar...

6 Resultados

  1. JS Jr. disse:

    Excelente… queria mto viver essa transparência… parabéns!

  2. andressa disse:

    meu irmão eu vejo que hoje o peso da lei tomou conta das pessoas e da mentalidade, e elas precisam ser curadas disso.. pq as vezes vc sai da lei mais a lei nao sai de vc.. é uma luta viver o evangelho genuino, transparente.. como vc acredita e eu tb.. as pessoas estao afundadas nessa lama , e nao estudam a palavra.. nao querem gstar tempo com isso.. é confortavel dar 10% de dizimo e estar livre de ajudar se doando por inteiro as necessidades da igreja local e dos irmaos .. as pessoas nao querem assumir o compromisso de entender e ser igreja.. por isso a era malaquiana que ainda é pregada pra arrecadar dinheiro funciona e dificilmente essas igrejas fecharam.. que Deus traga pra sua igreja pessoas com o coraçao aberto a revelaçao genuina do reino.. e que sejam generosas para entender e abraçar isso!

  3. Hevandro disse:

    Questiono as pessoas e percebo o temor de falharem nos10%.Exatamente isso que a Andressa falou.

  4. Marcelo disse:

    Sou, hoje, um “desigrejado” totalmente contra a pregação do dízimo e da igreja intitucionalizada, entendo que o servo deve ofertar de coração e com liberalidade. Apesar disso sou um grande admirador do Ariovaldo Jr. e confesso que após essa palavra me senti compelido a “chegar junto” numa igreja mesmo que institucionalizada. O que ele disse ai é forte!! “todos esses que estão vendendo o evangelho estão muito bem e ostentando uma pompa que nada tem a ver com o reino de Deus… portanto se aquelas pessoas continuam ofertando ou dizimando debaixo de julgo e nós que estamos livres nos tornamos mesquinhos e egoistas e não nos engajamos no reino, nós estamos dizendo que lá esta certo!”
    Parabéns pela palavra pastor!! se eu tivesse uma congregação dessa proxima da minha casa eu certamente não seria um desigrejado!! Deus abençoe essa igreja!!

  5. Fernando Bueno disse:

    Inacreditável que com uma média de oferta individual no valor R$ 35,00 da pra fazer um trabalho bacana desse. A maioria dos “sustentadores” de igreja que conheço ( eu inclusive) dá no mínimo de 3 a 5 vezes mais do que isso em suas (nossas) igrejas, e nao vejo um trabalho tão inspirador e confiável como a da Igreja Manifesto. Exortação muito bem vinda.

  6. Mateus disse:

    Apesar das voltas verbais que o pastor fez, aqui há alguns erros bem sérios no que ele afirmou:
    1) Contribuir deve ser uma atitude voluntária de acordo com a alegria que nos é dada por Cristo. “Cada um contribua segundo propôs no seu coração. Não por tristeza, nem por necessidade, porque Deus ama ao que dá com alegria”. Se o apóstolo dá essa orientação – e creio que ninguém aqui duvida que Paulo era um homem inspirado pelo Espírito de Deus -, logo o apelo acima feito não é feito pela Palavra de Deus, pois se baseia na necessidade da igreja local. Se o pastor convoca a igreja a ofertar por necessidade, então comete um erro seríssimo. Ah, e a igreja à qual Paulo afirma isso não apenas tinha crise financeira, mas também era perseguida ao ponto de muitos serem presos e até mortos!
    2) A oferta tem como objetivo dar o mantimento, não envergonhar o falso evangelho. O dinheiro ofertado serve para sustentar os gastos, e esta deve ser a principal motivação para a oferta. “Trazei o dízimo à Casa do Tesouro, para que haja mantimento”.
    3) Não contribuir com a igreja local é extremamente diferente de concordar com a prática de outra igreja. Isso é questão de conhecimento básico: não é porque o nórdico não paga imposto que ele concorda com os impostos absurdos que existem no Brasil.
    4) O pastor falou em generosidade, mas em todo o momento ameaçou a igreja. Disse que quem não contribui nem deveria estar ali, sem contar que a contribuição ali funciona para, segundo o pastor, que a igreja tenha um certo “sucesso” financeiro. Se assim o é, qual a diferença entre uma igreja e um clube?
    5) Deus não precisa do nosso dinheiro, e isto é fato. Ele é dono da prata e do ouro, e todas as coisas da Terra lhe pertencem. Ele dá o devido mantimento, e ele mesmo afirma que não desamparará aquele que confia nele. Na igreja em que congrego, temos um alvo de oferta de missões para cada campanha (Missões Estaduais, Nacionais e Mundiais). Com toda esta crise, alguns membros perderam empregos e outros, que são empresários, acabaram tendo que cortar gastos. Teoricamente, a oferta da atual campanha de Missões não chegaria no alvo, mas a generosidade da igreja foi demonstrada de forma incrível: o alvo foi ultrapassado em 100%! Sendo de Missões Mundiais, creio que ajudará muitos missionários que podiam ser trazidos de volta por causa da crise. Então eu posso afirmar que Deus sempre dá um jeito de sustentar o seu povo, e pra isso não se faz necessário um apelo como o que Ariovaldo Jr. acabou de fazer
    Creio que isto os ajude e os encoraje a buscar mais as verdades ditas pelo próprio Deus, bem como evitar a ideologia da Teologia da Libertação.
    Deus os abençoe.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *