Politicamente? EU SOU

Não sou petista nem comunista. Não sou neoliberal PSDBista, nem a favor de governo militar. Não gosto do Serra, Aécio, Dilma, Lula, Chaves, Maduro, Fidel e Eduardo Campos. Quero gostar da Marina, mas a única Marina que confio é minha esposa.

Sou a favor da justiça do Reino em detrimento de qualquer governo que esteja no poder. Os marxistas tentam ofender me associando à turma da teologia da prosperidade. E os da prosperidade tentam ofender me associando à turma da teologia da libertação.

Nunca vi mudança que comece de fora pra dentro e faça alguma diferença na sociedade. Creio na depravação total do homem e na impossibilidade de que algo bom possa surgir de nós mesmos.

Não acredito nestas merdas todas. Só acredito no amor. No dar de si mesmo e na defesa dos interesses daqueles que são negligenciados e esquecidos por qualquer sistema. Dê o denário para César, o real para a Dilma e o dólar para o Obama. Dê a Deus o que é de Deus e o que é justo ao povo que Ele ama.

Um justo morreu por todos e a dívida do pecado já foi quitada. Faltam agora os outros justos que estão afim de morrer para garantir a quitação das dívidas sociais. Pegue essa sua cruz levinha e de enfeite e aproveite enquanto pode. A justiça logo volta. E aí acabou a festa dos partidaristas, adoradores de si mesmos.

Você pode gostar...

10 Resultados

  1. Eduardo Cavalcanti disse:

    Massa!!!

  2. Marcelo de França Leite disse:

    Certinho Ari…
    Admiro bastante seu trabalho e seus projetos que são, além de edificantes, inspiradores mas, quanto a posições politicas, é possível concordar e agir da forma que você expressou em seu texto e também ter um posicionamento político/partidário no que se refere a projetos e não a ideologia!
    Tudo bem que o homem não inspire lá muita confiança mas, um grupo, mesmo que com um ou dois vacilões pode muito em suas intenções. Veja que num grupo de 12 discípulos, Judas era o vacilão e no entanto os outros 11 fizeram o que deveriam fazer.
    Abração e que Deus o Abençoe

  3. Maria Fernanda Barros disse:

    Palmas ! ;D

  4. Levvi disse:

    Muito bom!
    O que acho mais incrível é a diversidade dos conteúdos que você produz no blog, youtube e Facebook! Meio que diferentes faces da mesma pessoa…

  5. Paulo David disse:

    Amém! Tamo junto nisso.

  6. Fabricio disse:

    clap clap clap

  7. Raphael Heredia disse:

    Aplausos!!!

  8. Ney Tourinho disse:

    Falando em hardcore, os punks em SP foram verdadeiros “profetas” cantando na Década de 80 o que aconteceria nas décadas posteriores. A letra de Pânico em SP, dos Inocentes, por exemplo, é como se narrasse o que aconteceria em 2014 por todo o Brasil, gente depredando tudo nas ruas, confronto de civil com a polícia; músicas como Subúrbio Geral, do Cólera, são ainda atualíssimas e descrevem a realidade de norte a sul de nosso país: marginalidade, drogas, prostituição e homossexualidade; outra música é Nada, do Olho Seco: “e o que você está fazendo sentado atrás dessa mesa? Nada, nada, nada” retrata o abandono e a corrupção que se tornou marca registrada da política brasileira. Sem contar que a “conta” quem paga somos nós, gente como eu que não tem plano de saúde nem odontológico e anda por aí com os dentes esburacados. O que seria de minha vida sem Jesus? Graças a Deus aquele sentimento de revolta que me dominava deu lugar a uma paz interior que espero dure até o fim dos meus dias na imundície deste país!

  9. Michele Macedo disse:

    Gostei. Olha que se algum político ler este post é bem capaz de roubar seu texto para sua própria candidatura hahaha
    Falou pouco mas falou bonito!

  10. Ana Paula Pina Eduardo disse:

    boaaaaaaaa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.