Eu queria que todo dia fosse Natal

Hoje meu filho tem 4 anos. E acho que pela primeira vez ele está entendendo o que é o Natal.  Quer dizer, está entendendo do jeito que uma criança deveria entender isto. Fácil fácil, como ele mesmo frequentemente argumenta. O desafio da plena compreensão não está nas crianças. Na verdade está em nós.

Fazer do Natal uma data especial é complicado. Porque pra criança todo dia já é Natal. Todo dia é acordar com festa mesmo quando estamos tristes, é rir compulsivamente até quase explodir, se esconder todos os dias no mesmo lugar na esperança de que algum dia eu não o encontre quando chego em casa. Ou em gritar “ESPERA AÍÍÍÍÍÍÍÍ”, me fazendo descer da moto, tirar o capacete e voltar só pra ganhar um beijo.

Pra criança todo dia é Natal. E me pergunto se o menino Jesus também encheu o coração de Maria e José de tantas pequenas alegrias. O Deus que preferiu ser menino. Chorar e fazer rir.

Não me odeiem por eu comemorar o nascimento de meu Senhor neste dia 25 de dezembro. Eu queria mesmo era viver este Natal todos os dias, assim como qualquer criança sabe fazer. Por que crescer mutilou nossa sensibilidade? Então que pelo menos uma vez ao ano eu seja livre para deixar as baboseiras teológicas de lado, enquanto me embriago na subjetividade de uma criança.

Eu queria que todo dia fosse Natal. Porque pro meu filho é.

Você pode gostar...

7 Resultados

  1. Fabricio disse:

    Muito bonito seu texto.. :)

  2. Thales Silva disse:

    É, crescemos e cortamos as asinhas da liberdade que só as crianças têm. Em um tempo em que tudo tem um preço a se pagar, para as crianças, nada pode comprar o que elas têm e dão de graça.

  3. Filipe Bertolibo disse:

    É interessante percebermos datas como o natal, por uma ótica diferente, em meio a tantos “apologistas” pró e anti natal que só servem para encher o saco, ler pensamentos como este, é muito bom.
    Parabens…

  4. Juliana de souza disse:

    Uma coisa é certa, quando vemos alguém falar que não vai “…comemorar o nascimento de meu Senhor neste dia 25 de dezembro…”, a primeira coisa que vem na sua cabeça é, mais este cara é doido é o aniversário de nascimento de Cristo e uma data para reunião a família toda, como não?!! Bom, foi realmente isto que pensei, rs, confesso. Mais uma coisa é que este ‘cara’ esta corretíssimo, porque não comemoramos o nascimento do Cristo que nasceu por mim e morreu por mim todos os dias, o porque não comemorar todos os dias a nossa liberdade de estar aos pés daquele que nos fez merecedores de estamos debaixo da sua Graça e Misericórdia, porque não comemorarmos? Assim como uma criança comemora o Natal todos os dias. Porque não comemorarmos pelo presente que nos foi dado, porque não corremos para o colo do pai e dizemos Deus muito obrigada pela Graça que foi derramada por mim, muito obrigada pela dadiva de liberdade liberada por mim, muito obrigada por ser escolhido para ser seu. Bom então, vou comemorar o meu natal todos os dias a partir de agora como uma criança faz.

  5. Guilherme Tienne disse:

    “Por que crescer mutilou nossa sensibilidade?”

    Me fez pensar… Realmente, por que crescer mutilou nossa sensibilidade? Me parece que os discursos, a moralidade, o ego enlibado conseguiram cegar nossa sociedade nos fazendo autoritários, impositores, mal humorados. Que possamos por um replay nessa boa parte da infancia e que nunca deveria ter morrido ou estagnado no caminho, a sensibilidade! :)

  6. Nathan disse:

    Excelente texto! Seria realmente maravilhoso vivermos o natal todos os dias.

  7. é fácil de mais ser feliz com Jesus, Ele ja fez tudo, nós só precisamos retribuir o amor, queria viver o natal todos os dias também, lindo texto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.