Por que não acredito em cura interior

Afirmar que exista esta tal “cura interior”, pressupõe a falsa garantia de que nós como cristãos não teremos mazelas de nenhuma espécie. Como se Deus tivesse a obrigação de nos curar naquilo que queremos. Ou como se ficar doente, sofrer de uma depressão ou outro tipo de problema fosse algo restrito aos que estão “em pecado”.

No livro de Jó vemos exatamente esta proposição por parte dos seus “mui amigos”. Eles afirmavam que se tudo não estava bem, então havia algo que necessitava ser (ou deixado de ser) feito para que as bênçãos de Deus fossem alcançadas. O mais interessante é como Jó, tendo todos os motivos para concordar com os conselhos recebidos, ainda sim cria em algo que transcende qualquer problema: a convicção de que a benção de Deus (incluindo a salvação) não pode ser obtida por méritos humanos; ou seja, Deus dá de sua Graça generosa conforme lhe aprouver. E a subtrai igualmente segundo os mesmos desígnios.

Condicionar ser “bem sucedido” a ter o favor de Deus é uma das maiores heresias que nosso cristianismo absorveu empiricamente. Por que analisando a vida dos cristãos do primeiro século, NENHUM deles teve um bom fim. Foram perseguições, torturas, fome, nudez, prisões, mais crucificações e morte. Os primeiros heróis da fé cristã foram os que mais sofreram dentre todos.

Sem contar Cristo, o filho de Deus que não foi poupado. Teve que sofrer as mesmas dores de barriga que eu e você. As mesmas dores, angústias, tristezas. Passou com classe pela provação de ver sua carne gritando para salvar a si mesma, mas preferiu não passar o cálice para que a vontade do Pai se cumprisse. Sentiu pela primeira vez na eternidade o vazio existencial de ficar longe do Criador, quando na cruz gritou “POR QUE ME DESAMPARASTE???”.

Está doente? Que a imposição de mãos da Igreja, aplicada junto com o remédio (o óleo nos tempos bíblicos do NT era utilizado com fins medicinais) seja a ministração adequada na busca pela cura.

Está deprimido? Que haja entre nós o ambiente seguro para que possamos procurar ajuda. Nos casos mais graves, terapeutas profissionais poderão nos ajudar. Remédios? Claro, se o médico assim julgar oportuno.

Deus não tem compromisso algum com nosso conceito de felicidade. Enquanto em nossas orações desejamos salvar nosso corpo, Ele muitas vezes possui outros interesses. Nossa alma é mais importante. Doente ou não, desesperado ou não, triste ou não… o propósito do Evangelho é libertar o homem da perdição eterna. E apenas o conhecimento da verdade tem este poder.

Se você tem problemas, BEM VINDO AO REINO DE DEUS.

Se está afim de ver todos os problemas acabarem, MORRA de uma vez.

Ariovaldo Jr

Você pode gostar...

10 Resultados

  1. valdenia Carvalho disse:

    Oi !Ariovaldo ! Parabéns ! Por se uma ferramenta nas mão de DEUS!
    Sou lider de Adolescentes e Jovens da IBO – Igreja Batista Oasis – Mons. Fabricio
    Em cada experiencias pessoal e intima com o DEUS PAI, o filho tem uma forma de receber o AMOR Dele.
    “DEUS já fez TUDO nos livrando da condenação eterna merecida a todos… ( Rm 3:23) em (João 3:16 )”
    No mais a sua graça e misericordia nos basta p viver o mal de cada dia !Amém!
    Respeitando sua opnião de não acreditar na cura interio, como Atalia sentir o desejo de compartilhar o meu ponto de vista:(Deus cobrará isso de mim)
    ANTES DURANTE E DEPOIS …de nos entregar ao SALVADOR JESUS!
    Considerando: A ALMA uma mala, cada experiencia (Infancia e adolesc ..) um OBJETO colocado(Pai/Mãe/ A VIDA) dentro dela”
    A VIDA uma viagem, a cada emoção (Boas e ruins) uma reação de USAR os objetos.
    Na idade jovem/adulta respondemos a cada EMOÇÃO, com um REAÇÃO!
    Se não OUVER uma CURA interior (Reconhecer, confessar e deixar) as FERIDAS na ALMA , causadas por alguns OBJETOS cortante , iremos causar as mesma feridas em outras pessoas.
    Antes VITIMAS hoje vilão, dissipando o AMOR ao proximo…afastando-o do amor de JESUS!
    Algo dentro de nós tem que mudar(I cor 5;17)..num processo de santificação…como mudar se as FERIDAS doem …mesmo DEPOIS de Conhecer a JESUS…Condesar a DEUS e ser perdoado( I joão 1:9)..Confessar ao irmão para ser CURADO(Tiago 5:16)
    A PALAVRA DE DEUS … Espada que divide juntas e medulas …porem continuaremos sujeito a reviver antigas feridas…mesmo sicatrizadas elas podem voltar a sangrar até JESUS VOLTAR ou nos levar ! A minha graça te basta Ariovaldo! Te amo QUERIDO no amor de JESUS e te abençõo IRMÃO!
    Valdenia Carvalgo
    (81) 85671442

  2. samuel luiz disse:

    Sinceramente não entendi muito bem o que vc falou, o tema diz uma coisa e vc no decorrer do texto não se apega a ele, não sei se vc acredita na divisão do homem em alma, espírito e corpo, pois eu creio, Jesus salva e liberta o pecador, mas existem pessoas que trazem marcas profundas em sua alma, que se não tiver um tratamento profundo elas nunca serão saradas, existem alguns estigmas que precisamos romper, temos tantas pessoas que não conseguem ser felizes porque seus pais as violentaram mentalmente, fisicamente e muitas vezes sexualmente , feridas estão abertas, existem casos e casos, creio que tem que começar por algum caminho, tratamento espiritual e acompanhamento de um bom especialista na área. A posição da Valdenia é muito equilibrada, tmb entendo que existem situações que precisam dessa cura, Abraço.

  3. Entendi e respeito a opinião dos queridos acima( valdenia carvalho e samuel luiz) que deixaram seus comentarios.
    Mas acho que o que oa utor do texto quiz dizer cokm cura interior era sobre doenças, enfermidades etc. e não “cura da alma”.
    É só uma questão de interpretação do texto. Ao ler o titulo da postagem tbm aachei q se trataria da cura inteiro da alma essas coisas, mas continuar lendo entendi que se trata da cura relacionado a doenças e tal.

    Achei o texto muito bom vendo por esse ponto de vista, do qual o autor quis se expressar.

    Que o sr Ariovaldo me corrija se estive errado

  4. Adriane disse:

    Também acredito que o texto não fale da cura da alma, por conta das feridas causadas durante a vida, na infância, adolescência, etc mas sim do que o Willian comentou acima, das doenças e enfermidades… Quando ele cita a frase: ”Deus não tem compromisso algum com nosso conceito de felicidade. Enquanto em nossas orações desejamos salvar nosso corpo, Ele muitas vezes possui outros interesses” mostra o que ele realmente quis dizer. Enquanto a gente quer fica preocupado querendo realizar os nossos planos, ser bem sucedido, etc, Deus espera que a nossa busca pelas coisas dEle seja com tanta vontade e determinação quanto pela busca daquilo que achamos que seria nossa ”felicidade”. Nossa alma é mais importante!
    Fique na Paz Pr. Ariovaldo e também fique a vontade para me corrigir.

  5. joazin disse:

    simplesmente D+ é assim que eu creio faltava palavras como estas para confirmar meus pensamentos

  6. Christian Cabrini disse:

    Ótimas palavras e posso ter certeza que esse texto já foi visualizado por várias pessoas, mas elas por medo de quem possa ver (seus Pastores, pessoas que congregam na mesma igreja), então acabam não comentando pra não deixar o nome e não saberem que concordam com o que está escrito aqui.
    Deus abençoe e continue te usando com essas palavras.

  7. Hainner azevedo disse:

    Olá
    Achei o texto confuso. Misturando coisas sem nexo. Mas o que mais me surpreende é esta recorrente postura evangélica de frieza com a dor do ser humano. Esquecendo-se do mandamento de chorar com os que choram e se compadecer sempre do outro. Aonde fica o texto onde se faz a promessa de que um dia ele enxugaria dos nosso olhos todas as lágrimas? Por que falar que não considera a cura da alma, ou do interior ou do self seja lá como for, uma atuação necessária para gerar bem estar na vida humana, é como ignorar o oceano estando em mergulhado nele. Se ele virá por terapias, orações, grupos de ajuda ou profissionais formados para tal, esta é outra questão, mas curar é antes de mais nada um ministério cristão com certeza. Não sejamos frios e indiferentes com a dor do outro. O milagre da ressurreição do filho da viúva em Cafarnaum, não é o milagre de fato, pois para Cristo aquilo era moleza. O milagre de fato e a lição que quis nos dar é que em olhar pra aquela mulher que havia perdido o marido (lembrem que ela era a viúva) e agora estava perdendo o filho jovem, ele foi capaz de se colocar no lugar dela. De sentir compaixão pelo seu sofrer. a “cura interior” é somente este olhar transformado em ferramenta terapêutica, em estratégia para se alcançar o mesmo objetivo, remover a dor, a mágoa e tornar as pessoas livres.

  8. eu mesmo disse:

    oi..
    se perdeu feio nesta postagem. Não abordou direito o tema – cura interior. “Está deprimido? Que haja entre nós o ambiente seguro para que possamos procurar ajuda”. Isso não seria uma “cura interior”?? Talvez, voce esteja precisando dessa cura em alguma recanto do seu coração.

  9. Cristy disse:

    Caro Ariovaldo, cada dia que vou te conhecendo percebo o quão simples é o Evangelho de Cristo. Tive uma depressão depois da morte de minha mãe e voltei para o evanhelho, mas fui tratada assim como se eu não pudesse viver a fase em que estava por conhecer Cristo. E sei que todos nós temos nossos momentos de angustia, mesmo conhecendo a Cristo. Simplesmente acho que as pessoas querem esconder isso. Mas Andar com Cristo me ajudou e tem me ajudado muito nessa caminhada de ser humano cheio de falhas e feridas..

  10. Janaina disse:

    Passei por muito tempo dentro da igreja achando que porque tinha aceitado Jesus ,as feridas do meu mpassado tinham sido fechadas e curadas.Achando que tinha perdoado de coração todo mal que um dia fizeram pra mim em minha infância, como tortura psicológica, maus tratos e abusos…Sempre trabalhei na casa de Deus , fazendo por amor , mas como serva de Deus .Só que por mais que tentasse não conseguia me desprender do passado, mesmo que inconscientemente , e não era feliz.O dia em que participei de um culto que o tema era , deixe se ser curada, pude ver o quanto estava errada.Daquele dia em diante o Espirito Santo tocou forte em meu coraçao , alma e espírito ,entao ai começou o processo de conversão em minha vida .Pois apesar de estar na igreja a 10 anos , não tinha ainda morrido pra Cristo.Deus quer que sejamos transformados dia apos dia, nossas atitudes e carater.Deus quer nos usar pra fazer a boa obra , mas pra isso precisamos estarmos curados pra podermos ajudar quem precisa.Não tem como dar aquilo que não possuimos…Deus primeiramente quer que sejamos seus filhos primeiro antes de ser servos.Quando assumimos nossa identidade de filhos de Deus, podemos sim se achegar a Deus , como um filho quando se machuca e chega pro seu pai chorando , as vezes sangrando , e seu pai prontamente vai e limpa suas feridas pra que ele seja curado.Essa é minha opinião e meu testumunho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.