Vida ordinária

Nestes dias tenho aprendido a valorizar o ordinário. As coisas simples e repetitivas que nos doutrinaram a repelir sempre que possível. Como se a liberdade estivesse apenas no maço de Hollywood (ou em qualquer outro comercial idiota). Como se fosse impossível ser verdadeiramente livre realizando as pequenas tarefas domésticas, trancafiado dentro de uma cela de prisão ou paralítico e restrito a mexer apenas os olhos.

Esta confusão em nossos conceitos de “liberdade” nos fez preguiçosos para o necessário; e sempre dispostos para as coisas menos importantes (porém prazerosas). Apenas nos acostumamos a ver os corajosos abandonando o emprego, a família, as convenções sociais, a prisão (ou tudo que faz alusão a ela)… e vivemos como se fôssemos os heróis de nossa própria história.

Mas a vida é um pouco mais complicada que isto. Por que pra cada herói na história da humanidade, há dezenas de pessoas que se sacrificaram. Pra cada Madre Tereza, há aqueles que tornaram o sonho dela possível. E embora os heróis levem a fama, os sonhos jamais seriam realidade sem as tarefas comuns.

Na vida com Cristo também estamos debaixo da mesma lógica. Grande é o que ora em secreto. Importante é aquele que chora diante de Deus pelo oprimido. Ativo é quem faz o necessário dia após dia, sem jamais esperar reconhecimento.

Importante é o abraço. Ou lavar a louça que outro sujou.

O homem de valor é o que segue a ordem.
E quando vencer o ordinário, estará apto ao extraordinário.

Você pode gostar...

7 Resultados

  1. Isabela Akemi disse:

    Verdade!

  2. Mickets disse:

    É verdadade. A rotina é boa e importante, especialmente quando ela nos faz buscar a Deus diariamente. Tomar um cafezinho com um amigo ou família não tem preço. São momentos impagaveis onde nos relacionamos.

    Particularmente, a hora em que mais oro é quando lavo a louça.

  3. Felipe Santos disse:

    Você me surpreende a cada nova coluna. Parabéns!!!

  4. Amém.. É isso mesmo ! Temos que estar dipostos e disponiveis a servir e seguir ordens.

  5. Wander disse:

    Cara, muito bom. Muita gente tenta todo dia vencer o velho homem, nascer de novo e viver uma vida digna, mas a dignidade, o viver a liberdade em cristo ou neste mundo esta ai…

    Saber que vencer o pouco, o menos importante o ordinário é a ponte para conquistar o extraordinario em tudo!

    Pedro quando saiu para a pesca com Jesus, na sua natureza humana podia muito bem ter falado, com Jesus, Brother vou nao posso nao, pq o cara ja estava morto fisicamente.

    Mas o cara entendeu que sua pescaria ordinaria durante todo dia, seria compensado pelo extraordinario de Jesus.

  6. Wanessa disse:

    como é bom ler isso……..
    Vc é massa d+…
    Prossiga no seu alvo…..tudo que vc publica tenho acompanhado e tem me ensinado muitas coisas….abraço

  7. nivaldo disse:

    Difícil porém necessário, buscamos grandes coisas, realizações, e não conseguimos entender que as grandes coisas se encontram na simplicidade e no serviço ao próximo, Deus continue abençoando sua vida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.