Os relacionamentos e o céu

A compreensão de que o Evangelho de Cristo é relacional surge à medida que o indivíduo percebe que, embora Deus preocupe-se com a salvação do indivíduo, é absolutamente impossível que tal pessoa viva dissociado da vida comunitária. Na vida comunitária encontramos a oportunidade de carregarmos nossa própria cruz, algumas vezes a cruz alheia e, muitas vezes, até de morrermos.

A incapacidade de compreender a importância dos relacionamentos na vida do cristão é o que automaticamente o desqualifica para o céu. Isto se dá como se na verdade o céu e o inferno fossem a mesma coisa, mas o abismo que os separa é exatamente a incapacidade de relacionar-se. Então, nós é que levamos conosco o inferno, fazendo do céu um lugar insuportável. E se nesta vida ainda dispomos da presença divina mediante seu Espírito, neste inferno estaremos eternamente apartados de tal presença.

Para o salvo, todo inferno torna-se um céu. Para o perdido, qualquer céu torna-se um inferno.

Você pode gostar...

3 Resultados

  1. Ronei disse:

    Concordo com que você disse, mas tem uns tele-evangelista que parece que dá uma impressão que não tem amigos.

  2. jose luiz disse:

    Vivemos dias muito dificeis, a uma verdadeira desinformação a respeito do evangelho, devido a tantos ensinamentos erroneos, seja em nossos meios de comunicação como tv e radio, levando milhares de pessoas a não entender o que jesus realmente veio fazer em nosso meio, transformaram o Divino em uma especie de guru pronto a resolver todos nossos problemas atravez de sacrificio e obediencia, que muitas vezes não e a Deus, mas sim ao lider que interpleta a palavra como ele quer, mas que em nome de Deus ele fala e as pessoas não pensão, apenas ficam com medo de maldições, pragas que podem vir sobre elas, caso não sigam a orientações, e com isso privando as pessoas de si relacionarem como o Sr. Jesus nos ensinou, esta muito complicado aprender a respeito do reino de Deus.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.