A história que ninguém contou

Há uma história sobre um tal de Jesus. Talvez já tenha ouvido falar alguma coisa sobre ele. Dizem que, por falta de vagas nos hotéis próximos à rodoviária, sua mãe acabou parindo no curral dos animais. E na falta de um berço decente, o pobre coitado teve que se contentar com o cocho dos animais se alimentarem. Há relatos também de que o casamento de seus pais aconteceu em meio a certas circunstâncias estranhas. Parece que o homem suspeitava que a gravidez de sua futura esposa era de outro. E  isso era bem provável, pois ela ainda era comprovadamente virgem. Como diz o ditado: “família é tudo igual… só muda o endereço”. De fato, a inseminação artificial na época era DIVINA!

Lá pelos seus 12 anos, o moleque espichava na altura e começava a por pra fora os ideais reacionários de seu pai (não o de criação, mas o que engravidara sua mãe antes do casamento). Ao invés de ir pro campo de futebol que ficava próximo ao local onde se crucificavam pessoas (na época as penitenciárias não eram muito populares), o pivete insistia em perturbar os religiosos. Enchia todos eles de perguntas. E surpreendentemente, eles até gostavam. Digo que isto é surpreendente por que não se fazem mais religiosos como antigamente. Hoje em dia perguntas não são tão bem vindas. Principalmente se for sobre gastos de dinheiro nas igrejas.

Então Jesus atingiu a maioridade civil! E resolveu que ia fazer uma turnê com sua banda pelas cidades próximas. Como loucura é algo magnético, rapidamente recrutou 12 integrantes. Na época era permitido montar bandas de rock com tantos membros. Hoje em dia, passou de 5, é considerado grupo de pagode. O nome da banda era “O Filho e os homens”. Só tinha um problema: ninguém sabia tocar nada. Mas Jesus era um cara persistente. Como todo bom brasileiro, estava decidido a não desistir nunca! Acabou que por um erro de pronúncia, a banda ficou conhecida como “Filho do homem”. Mas há certa justiça nisso, pois infelizmente a banda não era tão boa. Bom mesmo era o vocalista. Jesus arregaçava com tudo e com todos. As letras de suas músicas mexiam realmente com as pessoas. E curiosamente, não havia nada de tão novo. Fazia algo que o Iron Maiden faz até hoje: citou textos históricos e amplamente conhecidos. E em meio à turnê, multidões começaram a se aglomerar. E graças a seus talentos vocais insuperáveis (desculpe Bruce Dickinson, mas Jesus era o máximo), ficou conhecido por Mestre.

A maioria das pessoas ignorava que o talento de Jesus foi descoberto por um famoso produtor chamado João Batista. Esse tal de Batista era um verdadeiro garimpeiro! Ele inclusive foi o idealizador do primeiro “Rock in Rio Jordão”, show em que Jesus se apresentou publicamente pela primeira vez. O show foi incrível. As pessoas ficaram atônitas, sem entender de onde vinha aquela voz celestial. Infelizmente o pobre Batista não pode agenciar ao Mestre. Como a maioria dos produtores musicais, acabou perdendo a cabeça e foi assassinado de maneira trágica.

Ao contrário do baixista (um tal de Judas), que em seu íntimo desejava fazer carreira solo num futuro próximo, Jesus queria que a banda perpetuasse sua musicalidade por toda a eternidade. E pra isso investiu pesado na formação de cada um dos integrantes. E dedicou-se com afinco durante longos 3 anos de turnê.

A turnê foi um sucesso absoluto. A fama de Jesus o precedia. Multidões aguardavam ao Mestre nas entradas das cidades. E ele era muito amigável e simpático. Não recusava um autógrafo para nenhum de seus fãs. Mas fã é um bicho complicado. Hoje tá atrás de Jesus… amanhã já tá atrás do Calypso. Mas mesmo sabendo que a multidão não era fiel a suas músicas, Jesus continuava a cantar. E desafiava a cada pessoa que encontrava a também montar uma banda. Infelizmente, muitos são chamados, mas poucos escolhem para si este caminho.

Em vista da quantidade de interessados em sua musicalidade, Jesus organizou uma espécie de escola itinerante de música. Chegou a ter setenta alunos, que eram enviados de dois a dois para pequenos shows nas comunidades próximas. Os setenta voltaram de sua primeira apresentação com “sangue nos zóio”. Sentiram pela primeira vez o poder do Rock. Mas Jesus os advertiu que não se empolgassem pela multidão ou pela fama, mas sim por terem o privilégio de cantar músicas tão divinas.

Jesus era um cara estranho. Mesmo podendo hospedar-se nos melhores hotéis, preferia dormir na casa de amigos. E nem eram amigos de longa data. A maioria eram pessoas conhecidas nas ruas, em meio à turnê. Coisa de rockstar mesmo.

E eu poderia contar dezenas de histórias inéditas sobre Jesus e suas incríveis façanhas. Mas o realmente deve ser observado é sua atitude em, sendo o Deus do rock, se fazer acessível como um mero fã, para que todos nós possamos conhecer sua música.

 

Você pode gostar...

55 Resultados

  1. Lilis disse:

    Nossa!Adorei!
    Mas fã é um bicho complicado.Hoje tá atrás de Jesus… amanhã já tá atrás do Calypso. (Raxei os bico!)

    Texto lindo sobre um cara estranho! …Coisa de rockstar mesmo.

  2. Felipe Cangussu disse:

    Linda história!
    Ainda mais se pensarmos que em inglês Rock = Rocha (pedra), e Jesus é a nossa Rocha!
    Só que sem o Roll, hehe.

  3. Brenner disse:

    Mandou bem Ari! Parabéns
    “Jesus é o rockstar e os fãs somos nozes”
    Mas por que Judas tinha que ser justo o baixista? rs Carreira solo é bem guitarrista hein? haha
    E eu acho engraçado também as tags: Conspirações, Heresia haha
    Que Deus continue te abençoando meu amigo!

  4. Quinze disse:

    Nunca tinha ouvido a história desse vocal dessa forma.

    Talvez se você pudesse contar algumas outras histórias dele. Os principais shows, as casas de show mais estranhas que ele costumava tocar, mostrar algumas das letras compostas por ele, sei lá …

    Outras histórias sobre o maior vocalista de todos os tempos. O vocalista que dividiu a história do Rock mundial entre antes e depois de sua principal “apresentação”.

    Já eu, todos os dias me dedico a melhorar minha banda cover desse grande astro … Tarefa difícil … Mas fã é fã!

  5. Ariovaldo Jr disse:

    Opa… Na verdade o texto que eu escrevi ficou bem maior que este. Eu resolvi por apenas um trecho pensando em publicar outras histórias também hahaha…

    Valeu!

  6. Eljunino disse:

    incrivel o texto.. Creatividade al maximo. uma boa forma de mostrar o evangelho.
    posso traduzir o texto ao español, fazendo pequenas modificaçoes como “banda calypso” e otras coisas que aqui nao entenden rsr.

    abrazo

  7. Parabéns!
    Muito boa a analogia!

    Como o Quinze disse, poderia contar mais histórias sobre esse estranho vocal, siga que a idéia é muito boa!
    E como o Felipe disse, é nossa Rocha/Rock mesmo!!!

    Abção!
    GodBlessU!!

  8. milton paulo disse:

    Cara que sacada sensacional!

    o Pai te abençoe e conserve.

    forte abraço

  9. Natan disse:

    Se eu fosse da Inquisição eu ia te por na fogueira! Hauhauauahahau

    Rapaz, ficou excelente!

  10. flavio pvh disse:

    muito boa a criatividade. essa vai ppra parede da igreja !com algumas fotos !

  11. Oliver Alves disse:

    vlw Ari.
    So nao da pra entender esse Judas.Com tanto suscesso que a banda estava fazendo.pq ele queria uma so para ele?vai entender esse povo viu?

  12. Brão Barbosa disse:

    Rapaz… Fodasso esse texto! Hahaha…

    E publica o texto na íntegra sô!

    É nóiz Ari!

    Abração!

  13. Markeetoo disse:

    Massa demais ehehehe!!

  14. Dann iDistler disse:

    mano muito legal! tenho todos s cds dele (inclusive as releituras feitas depois que ele saiu da banda abriu espaços para outros cantores como Paulo)
    Parece que ele vai voltar pra fazer uma última turnê surpresa por aqui…vamos ficar atentos pq não quero perder esse show por nada!

  15. Eljunino disse:

    Obrigado pela visita!
    gosto mto do seu blog, aprendo mto aqui.

  16. Mary Help! disse:

    Muito inteligente o texto Pastor! Pensei em ler o texto pra minha mãe mas acho que ela não vai gostar muito. Afinal de contas, dizquem que Rock não é Deus hahah

  17. Leydi Martins disse:

    Caraaaaaaca Ari…nem precisa falá q é a sua cara o texto, redundante então é dizê q é super inteligente e não foge nem um tikinho da verdade… eeeeeeeeeeeesse é o meu pastor kkkkkkk

  18. Marcos Almeida disse:

    Ari, alegria sempre!

    Que maravilha!
    Isso pode virar um stand up ou melhor ainda, uma série!

    Quero mais histórias do Deus do Rock!

    Abraço demorado.

    “A maioria das pessoas ignorava que o talento de Jesus foi descoberto por um famoso produtor chamado João Batista. Esse tal de Batista era um verdadeiro garimpeiro! Ele inclusive foi o idealizador do primeiro “Rock in Rio Jordão”, show em que Jesus se apresentou publicamente pela primeira vez.” kkkkkkkk

    Marcos Almeida

  19. Lenara disse:

    Muuuuito muito bom! Posso transformar isso numa esquete?

  20. Carol disse:

    texto muito bom….

    publica o texto na integra

  21. Daniel Chacon disse:

    Bacana brother,

    Só faço uma ugestão. Insira a questão da ressurreição. O vocalista q se tornou uma lenda do rock, pois nem a morte deteve seu som ….

  22. Diego Belo disse:

    Muito showwwwwwwww!!!!shaushuahs
    a verdade dita de uma forma divertida!!
    Cara legal de mais.
    Abraçow

  23. Ageu disse:

    TINHA QUE SER UM IDIOTA PIRADO MESMO, PRA escrever um artigo tão doente desses, você fumo um pó antes de escrever hen? Blasfemando de Jesus, e ainda se orgulha de ter escrevido essa porcaria , dizendo que ainda vai publicar mas, você precisa ir ao psquiatra, seu pertubado tatuado ! vc tem que se arrempender disso!! porque você não escreve um artigo pirado sobre você mesmo seu imbecil??!! acredito que não ia ser preciso muito esforço!! você deve ser pastor só se for do diabo!! quando a gente pensa que ja viu de tudo no mundo…

  24. Ariovaldo Jr disse:

    É… eu devo ter “fumado um pó” hahahaha
    Deus nos livre desse radicalismo.

  25. HAHA Enquanto o carinha ai de cima te atira pedras…
    Um monte de rockeiros estão conhecendo nosso ROCKSTAR.
    Isso mesmo! O que faltava. OUSADIA misturado com ESTRATÉGIA e SABEDORIA. Adorei. E vou repassar com certeza.

    Thais Lira

  26. Black disse:

    AAAAAHHHHHHHHHHHHH….

    que alívio… dou graças ao Grande Eu Sou por que ao ver este site… é palpável a transformação que Deus tem feito nessa geração.

    Que a paz e o amor de Deus seja um tsunami atrás de você varrendo a hipocrisia e idolatria dos religiosos que insistem em permanecer entocados em seus templos
    as pessoas gostam de ignorar a mais pura verdade sobre nosso maravilhoso ROCKSTAR,
    Papai mandou dizer que você é sal e luz,
    Nele sempre

  27. Tracy disse:

    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    muito boua (!)

  28. Ageu disse:

    Olá pr. Ariolvado,gostaria de pedir desculpas, pela declaração infeliz que fiz acima,agi de forma precipitada e imatura, pois sobre nenhuma circunstancia eu poderia julga-lo,e ofende-lo, quem sou eu pra dizer quem é de Deus ou não..se possivel apague aquele e esse meu comentario.

  29. Rod disse:

    Mano… muito bom o Texto!!!

    Curti demais!

  30. Adriana disse:

    Nossa, esse texto é muito, muito bom mesmo…Imprimi e dei pra vários amigos…Esse é o Jesus mais humano e divino de que já ouvi falar.. \o/ Ele é o cara…
    Parabéns Ariovaldo…

  31. Luan Sammet disse:

    Olá Ariovaldo, gostei muito do seu site, eu como adoro esses tipos de assunto vou virar seu fã número 1!!
    e peço permição para publicar esse texto em meu blog!
    desde já agradeço!

    http://blogdoluansammet.blogspot.com/

    Fica com Deus!

  32. Brena de Fátima disse:

    Muitooo bom Louvado seja ao Senhor pelo derramar da Criatividade Dele sobre você meu irmão…..

  33. Diego Ruas disse:

    Nossa Ariovaldo.. excelente texto meo!!
    muito boa a analogia!

    vou postar no meu blog beleza?
    com os devidos créditos é claro:

    http://subirquadrado.blogspot.com/

    P.S.: O Solomon ta fora do ar é?

  34. moisestx disse:

    Muito bom, mas gostariamos de ler mais histórias principalmente de suas apresentações até o último show público.

    A Deus toda Glória.

    Deus te abençoe e que as músicas de Jesus inundem sua mente o tempo todo.

  35. Kesinha disse:

    Nuss, meu caro!
    Sempre uma satisfação inefável vir aqui…

    Muito bom mesmo!

    Senti a presença do Rockstar Supremo ao ler seu texto!

    Obrigada por compartilhar conosco!

  36. djow disse:

    muito bom resta saber se vc escreveu com intuito de adorar ou de blasfemar
    se foi de adorar certamente Deus vai te engrandecer muito
    Mas se não tenho ate pena

  37. edy disse:

    Ainda bem que Deus conhece todos os pensamentos e as intenções do coração, não cabe a mim te julgar,mas se for o que eu estou pensando é melhor você pensar 1000 vezes antes de escrever umas coisas destas.

  38. evando disse:

    a sua visao a otica da coisa mesmo é muito proveitosa o q/ vc viu sobre judas nao foi o q/ o rocher rauzito viu. fraga a letra de judas…….

  39. Eliude Arruda disse:

    Q coisa linda!!!
    Deus abençoe a sua criatividade…
    Ah, onde podemos encontrar os seus Quadrinhos p presentear?
    um abraço

  40. Muito bom!!!
    Conheci esse texto pelo MRG, onde comprei a HQ e gostei muito, comprei até outra para dar de presente :D

    Parabéns Ariovaldo e ao Brão Barbosa também!

  41. Pohan Judas tinha mesmo que ser o baixista? hahahahahah

  42. Marcelo Garcia disse:

    Poxa Judas… baixista? hahahah não acaba com a gente!

  43. Alysson disse:

    Sensacional! Na época um agente da Som Livre Gospel abordou Jesus no deserto fazendo propostas tentadoras, oferecendo o mundo inteiro, muita fama e dinheiro, mas Ele não assinou o contrato e seguiu cantando suas músicas para multidão!

  44. Télico disse:

    Deixa eu ver se eu entendi… quer dizer que foi assim que surgiu a lendária banda Judas priest?

  45. Rafael Faria disse:

    Mano, eu adoro aquela história em quadrinhos baseada nisso. Muito boa!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.