Tattoo e a bíblia

“Sabe o que é? Estou com dúvida sobre se posso ou não fazer uma tatuagem. O que o senhor, pastor, me aconselha?”

Claro que não, seu idiota! Se você ainda tem dúvidas, está mais do que claro que NÃO DEVE fazer. Mas como vira e mexe ainda sou obrigado a responder este tipo de pergunta, gostaria de fazer uma reflexão objetiva e definitiva sobre tatuagens.

FATOS SOBRE TATUAGEM QUE NÃO PODEM SER DESPREZADOS

  1. Dói. Então se sua tolerância à dor é baixa, não se arrisque.
  2. Não sai. Por mais moderno que sejam os lasers prometidos pelo seu dermatologista, sempre ficam pequenas cicatrizes (algumas nem tão pequenas assim).
  3. Não conseguirá trabalhar em qualquer lugar. Claro que isto está mudando, principalmente nos grandes centros. Mas ainda não é a realidade na maior parte do Brasil.
  4. Três de cada cinco pessoas que fazem tatuagem se arrependem nos dois primeiros anos. Portanto pense bem antes de tatuar o nome da sua namorada ou a cara da sua mãe. Do jeito que as pessoas não andam levando relacionamentos a sério, nem depois de casado tá dando pra tatuar o nome “dela”. E a cara da sua mãe ficará horrível em forma de tatuagem. Fica parecendo aquelas fotos pintadas que se colocam em túmulos.

O QUE A BÍBLIA DIZ SOBRE TATUAGENS

Na verdade a Bíblia não diz nada. E ao mesmo tempo diz tudo. Tanto os legalistas que são radicalmente contra tatuagem, quanto os liberais extremistas, tentam forçar a amizade utilizando textos ao pé da letra, sem levar em consideração o contexto. Pois analisemos algumas passagens bíblicas:

PASSAGENS BÍBLICAS UTILIZADAS EM REFERÊNCIA A TATUAGENS

“Não fareis lacerações na vossa carne pelos mortos; nem no vosso corpo imprimireis qualquer marca. Eu sou o Senhor.” (Levítico 19:28)

Esta passagem é utilizada por boa parte dos radicais que adoram estuprar o contexto da palavra de Deus. Conforme está escrito, tanto o fazer lacerações quanto o imprimir marcas, referem-se especificamente ao culto aos  mortos. Portanto, como nem toda tatuagem refere-se a adoração de defuntos, não dá para generalizar. Outro ponto importante é que no mesmo capítulo, especificamente no versículo 27, há outra afirmação interessante:

“Não cortareis o cabelo, arredondando os cantos da vossa cabeça, nem desfigurareis os cantos da vossa barba.” (Levítico 19:27)

Percebe como o mesmo texto que ordena que não sejam impressas “marcas” sobre a pele também ordena que está vetado os cortes de cabelo do tipo “cuia” e também o barbear-se adequadamente? Por que um versículo deve ser levado ao pé da letra e o imediatamente anterior a ele não? Paulo explica isso na carta aos Gálatas, discorrendo acerca daqueles que queriam guardar a circuncisão mesmo após conhecerem a Cristo:

“E de novo testifico a todo homem que se deixa circuncidar, que está obrigado a guardar toda a lei.” (Gálatas 5:3)

Então ou pega o pacote completo da Lei, ou aceita de uma vez que somos chamados pela graça. Esta graça não implica em ausência de responsabilidades, mas em consciência transformada. Quem faz, deve saber o por quê e estar plenamente ciente de que prestará contas por suas ações.

O segundo argumento bíblico utilizado é de que nosso corpo é o TEMPLO DO ESPÍRITO SANTO e, portanto, não devemos profaná-lo. Juro que gostaria de saber de onde provém este conceito. Mas vamos lá! Primeiramente é importante observar bem o texto em que a expressão “templo do Espírito” aparece:

“Ou não sabeis que o vosso corpo é o templo do Espírito Santo, que habita em vós, proveniente de Deus, e que não sois de vós mesmos?” (1 Coríntios 6:19)

Está explícito no texto como Paulo refere-se ao ESPÍRITO QUE HABITA EM “VÓS”. Na realidade nosso corpo não pode ser chamado individualmente de templo do Espírito, pois segundo explica mais detalhadamente o apóstolo Pedro:

“Vós também, como pedras vivas, sois edificados casa espiritual e sacerdócio santo, para oferecer sacrifícios espirituais agradáveis a Deus por Jesus Cristo.” (1 Pedro 2:4)

Somo pedras. Parte da edificação que é chamada de TEMPLO DO ESPÍRITO SANTO. Individualmente não passamos de meras pedras. Apenas coletivamente somos EDIFICAÇÃO. O mais interessante é como esta edificação é composta por pedras de todos os formatos e tamanhos. É fundamental que cada um encontre seu lugar, onde há ajuste perfeito entre as partes próximas, de modo a compor o todo. A beleza da igreja de Cristo está na diversidade e não na uniformidade. Assim, não serão cores, impressas ou de nascença, que farão com que esta edificação espiritual seja profanada. Além de que, há milhares de outras pequenas coisas moralmente aceitas que podem denegrir igualmente a “beleza” do corpo que é uma pedra viva. Exemplos? Lá vai alguns:

Comer demais, comer coisas que não são saudáveis, desnutrir-se por privar-se de coisas que não são saudáveis, maquiagem definitiva, silicone nos seios, lipoaspiração, vida sedentária, beber refrigerante demais, não beber água suficiente, tomar sol em demasia sem usar protetor solar… Dá pra citar milhares de pequenas coisas que detonam com nosso corpo. Muito mais do que uma tatuagem.

A proposição bíblica fundamental para todo aquele que deseja seguir a Cristo é EQUILÍBRIO. Deus nos criou para comermos de todas as árvores do jardim. Basta termos moderação e compreendermos claramente quais os LIMITES estabelecidos. O problema é que geralmente as pessoas só conhecem seus limites depois de ultrapassaá-los. Se você for tolo e fizer isto com tatuagens, será tarde demais. Portanto, MODERAÇÃO É BEM VINDA!

E pra encerrar, o terceiro argumento mais utilizado pelos que procuram justificativas bíblicas para condenar tatuagens:

“Ai do mundo, por causa dos escândalos; porque é mister que venham escândalos, mas ai daquele homem por quem o escândalo vem!” (Mateus 18:7)

Este talvez seja o argumento mais fraco, porém tem seus fundamentos. Pensem comigo: o que vem a ser literalmente um escândalo? Penso que seja aquilo que faz com que destrói pessoas, afastando-as da fé em Cristo e da sã doutrina. Assim sendo, uma tatuagem realmente até pode ser chamada de escândalo, de acordo com o contexto de cada um. Uma família pode criar aversão à fé do filho simplesmente porque discorda das decisões que este toma ao tatuar-se por pressão social da igreja que faz parte. Pode parecer idiotice, mas já vi dúzias de pessoas tatuarem até mesmo a logomarca da igreja.

No entanto, este argumento não qualifica tatuagens como proibidas, pois nem todas provocam necessariamente escândalos. Cabe a cada um discernir o quanto é conveniente e lícito tatuar-se. Cada um precisa assumir a responsabilidade por suas ações, levando em conta não apenas estes poucos textos bíblicos citados, mas também toda a mensagem do evangelho. Sabendo que cada um prestará contas pessoalmente ao próprio Deus.

Não seja burro. Na dúvida, NÃO FAÇA!
E na certeza, procure um profissional competente.

“e tudo o que não provém da fé é pecado.” (Romanos 14:23b)

Ariovaldo Jr
http://ariovaldo.com.br

Tattoo

95 ideias sobre “Tattoo e a bíblia

  1. Carlos Eugênio

    Bom, já que o “pastor” gosta de dar uma de “descoladão” e usar termos “pesados” como “estrupar o contexto” e tal…ai vai! O que vejo aqui é uma “besta” mais crente em contextos (que somente sua imaginação tacanha encherga) do que em textos. Usando argumentos bem simplistas mas que aos incautos tem “aparencia de sabedoria e loquacidade”, escreve uma batelada de sandices. O argumento de que “juntos somos a edificação” e separados somos “somente pedras” então?? kkkkkkk…forçou! Então vamos combinar o seguinte: um irmão tatua no peito o “J”…outro o “E”…um terceiro o “S” e assim sucessivamente até juntos formarmos Jeeesuuuus! kkkkkkkk. “Aquele que quer vir após mim, negue-se a si mesmo, tome a sua cruz e me siga…”. Por incrivel que pareça, esse “ser” que se intitula pastor com essa aparencia bizarra e medonha, esta como os fariseus e seus argumentos para no fundo depois de dialogarem com Jesus deixar a vontade de Deus de lado e viver a própria…Lembra do “corbã” ? Invalidam o mandamento de Deus pela propria tradição ou particularidade. Então..davam voltas, iam pra Moisés…apelavam para Abraão…davam voltas….pergutavam “humildemente” quem era seu próximo, pois desejavam ajudá-lo porém, queriam saber quem era seu próximo para não fazerem o bem a “qualquer um” né…no fundo no fundo, blasfemavam da fé…agrediam Jesus e faziam o que queriam! Mortificação pessoal em prol do testemunho é muito raro de se ver hoje em dia! entender que devemos nos entregar e fazer o que Deus pede…dar nosso coração é uma fé madura e confiante que vemos pouco hoje pois aumentam esses “Profetas” que profetizam o que as pessoas querem ouvir…mestres segundo a própria concupiscencia! Quem quer ficar com o corpo parecendo um anuncia de feira…com a cara toda rasgada de pircing esta aqui batendo palmas….fala o que querem ouvir!!!! Adeus anomalia estética, moral e teológica!!!! Sem rescentimentos pois o sr. é “descoladãooooo” ai!!!!!!

  2. Carlos Eugênio

    Viver dignamente até encontrar uma morte digna? Jesus viveu dignamente e não teve uma morte digna…Esta pronto para fazer a vontade de Deus???? Nem sempre ela é lógica…ou nos agrada!!!

  3. Ariovaldo Jr Autor do post

    Desqualificar a natureza de minha argumentação através da tentativa de desqualificar a minha pessoa é uma das maneiras mais infantis de se utilizar erroneamente a retórica. Isto se chama FALÁCIA. Ainda que eu me importasse com o seu conceito de “aparência medonha”, o que isto muda com relação aos conceitos que defendi? Uma verdade não deixa de ser válida ainda que esteja na boca do próprio diabo.

    Recomendo a você estudar um pouco antes de vomitar críticas infundadas ao que não compreende devido ao preconceito que nutre dentro de si.

    Ler este texto é um bom começo: ARGUMENTUM AD HOMINEM.

    Em Cristo, Ariovaldo Jr.

  4. Diego Melo

    As vezes fico pensando que evangelho é esse…

    Se o pastor está certo ou não não sei, porém o que parece é que as pessoas valorizam mais as coisas do que as pessoas, uma coisas eu lembro que não são todos aqueles que dirão Senhor eu fiz eu aconteci eu expulsei e o mesmo terá uma grande noticia do proprio DEUS.

    Veja que hoje existe povos e nações guerreando em nome de um deus, ou seja a religião mata e ela crucificou o propio Cristo o fato é que perdemos tempo com coisas que não agregam valor de amor e união, ao invés de entrarmos em fabulas e genealogias e mensagens infundadas porque não oremos uns pelos outros, porque não buscarmos os perdidos, porque não olhamos para os paises não alcançados, porque não vamos evangelizar e o principal porque não vivemos em união, como uma familia aceitando as diferenças, porque AS NOSSAS DIFERENÇAS NÃO SÃO MAIORES DO QUE O AMOR QUER NOS UNI.

  5. Maiara Ana

    na importa se vooc tem ou nao tatoo se voc ker ou nao fazer uma coloque Deus na frente de tudo mesmo ser for pra fazer uma tatoo pergunte a ele.Ese vooc tem uma duas ou mais nao importa oq os outros vao pensar porque akele que te conhece nao ti ve externamente mas sim o seu interior,entao nao liguem pra q os outros falem e se for algum irma de alguma igreja ou ate msm um pastor ore por ele pq ele precisa,sab pq ? pq nao devemos jamais julgar ninguem se Deus nao te julga pelas suas tatoo pq algum q nao tem Deus no coraçao ou acha que tem Deus julga pq akele q esta ligado com Deus nao julga e ve a gloria de Deus na tua vida.

  6. Maiara Ana

    nao importa se vooc tem ou nao tatoo se voc ker ou nao fazer uma coloque Deus na frente de tudo mesmo ser for pra fazer uma tatoo pergunte a ele.Ese vooc tem uma duas ou mais nao importa oq os outros vao pensar porque akele que te conhece nao ti ve externamente mas sim o seu interior,entao nao liguem pra q os outros falem e se for algum irma de alguma igreja ou ate msm um pastor ore por ele pq ele precisa,sab pq ? pq nao devemos jamais julgar ninguem se Deus nao te julga pelas suas tatoo pq algum q nao tem Deus no coraçao ou acha que tem Deus julga pq akele q esta ligado com Deus nao julga e ve a gloria de Deus na tua vida.

  7. Lucas Campos

    Fazendo uma analogia, talvez pobre, mas enfim…Imaginemos 2 copos com água (aqui no caso, aqueles desenhados HAHA) um copo tem apenas água, e o outro água com sal em estado homogêneo imperceptível aos olhos. Como faremos pra descobrir qual deles tem o sal? Não tem cheiro, nem cor, são apenas copos com água e você só saberá qual tem o sal provando, colocando aquilo dentro de você, pois bem, uma pessoa cristã que tenha tatuagens pode adquirir um visual que visto e julgado pelo censo comum, leve muitos a pensarem que ela não tenha qualquer relação com Deus, porém somos apenas “vasos”, e então quando aquela pessoa provar de você, te conhecer, vai sentir o Espírito Santo e saber que além de uma aparência, existe também um coração ao qual não vemos e então não podemos julgar. O Espírito Santo é o nosso sal, nossa essência ! Não importa sua aparência, mas sim sua boa vontade ! Afinal Ele usou até uma MULA, quem dirá nós que temos o Sopro do Espírito Santo em nós, o fôlego de vida ! Vamos parar de julgar e matar pessoas com as “verdades Bíblicas”…Temos sim que seguir e respeitar a Palavra de Deus e com amor instruir aqueles que são leigos, passar o que é dito e deixar que CADA UM se entenda com Ele. Desculpem pelos erros u_u

  8. Ana Carolina

    Adorei o seu texto! Isso ofende(e muito) os legalistas. Eu mesma era uma legalista, em conflito. Adorei a sua defesa com relação à primeira postagem! Simples, prático, inteligente e bíblico,e o melhor,não é crítico!! Pra mim falou bem, e falou bonito!! principalmente
    “Uma verdade não deixa de ser válida ainda que esteja na boca do próprio diabo”. E outra, SÓ Deus conhece a nossa motivação,SÓ! Eu não sou tatuada,nem gosto de tatuagens,mas não tento mais ter o ” padrão evangélico de comportamento à força”, coisa que há muito tempo fui presa. Hoje sou livre, e dou glórias porque Cristo vive em mim,e é ele quem me dá essa liberdade, não eu e meus preconceitos pessoais!!

  9. silvana

    Na minha opinião quem fez ta feito ,quem não fez ,fica sem fazer .
    Eu só acho que fazer coisas que alteram o seu corpo como (tatuagem, silicone,plastica, Botox ,morrer de malhar ,morrer de comer ,ficar sem comer ,etc) temos que ver que utilidade tudo isso vai ter para nos.
    A uma diferença entre nessecidade e vaidade, disse o autor de Eclesiastes. É necessário prender-se ao que realmente é importante. É necessário extrair o sumo e se preocupar menos com o bagaço. Tem muito crente por aí brigando por questões tão pequenas…Vaidade é uma busca intensa por aquilo que é vão – aliás, as duas palavras têm até a mesma raiz. Dessa forma, qualquer devoção exagerada pode se tornar vaidade. Adolescentes podem ser vaidosos ao quase idolatrar uma banda de rock da mesma maneira que um adulto adora seu próprio carro. A lista pode ser interminável… casa, beleza, músculos, notas na escola, salário, conhecimento… Vaidade é praticamente igual à idolatria. Daí, a exortação do profeta Samuel: “ Não vos desvieis; pois seguiríeis coisas vãs, que nada aproveitam e tampouco vos podem livrar, porque vaidade são.” (1Sm 12.21)

    A vaidade é uma doença derivada do pecado. Portanto, como nós crentes ainda somos pecadores (embora redimidos por Jesus), temos que admitir que esse vírus está dentro de nós. Não temos escolha: somos portadores desse vírus maldito, mas depende de cada um desenvolver ou não a doença; você pode escolher, então, entre ficar doente ou não. A vaidade é uma doença contagiosa. Assim, mesmo portadores do vírus, temos que tomar cuidado para não nos aproximarmos muito daqueles que claramente apresentam sintomas. É isso que o apóstolo Paulo quer dizer para os membros da igreja de Éfeso: “Isto, portanto, digo e no Senhor testifico que não mais andeis como também andam os gentios, na vaidade dos seus próprios pensamentos,” (Ef 4.17) Não podemos imitar os ímpios que estão a nossa volta e a única coisa que pode nos frear é temermos a Deus.
    Temer quer dizer respeitar profundamente. Para o cristão fugir da vaidade, portanto, ele precisa ter intimidade com Deus. Você é íntimo de alguém? Claro que sim! Por isso, os filhos sabem o que significam muitos olhares de seus pais. Os pais percebem as mentiras dos filhos tão somente pela entonação da voz. Em ouvir um simples “boa noite” ao chegar em casa, o marido percebe que algo está errado com sua esposa. Tudo isso por causa da intimidade. Quando tememos a Deus, sabemos dar valor às coisas que o Senhor valoriza e não o mundo.

    Quem teme a Deus de verdade não tem como deixar de obedecê-lo: “ De tudo o que se tem ouvido, a suma é: Teme a Deus e guarda os seus mandamentos; porque isto é o dever de todo homem.” (Ec 12.13). Mas o problema é que a vaidade é um pecado muito sutil. Na maioria das vezes ela não nos tenta com algo errado. Veja na vida de Jesus um exemplo interessante a esse respeito: Quando Cristo foi tentado pelo diabo no deserto (Mt 4.1-11), ele ficou quarenta dias sem comer nada (4.2). A primeira tentação do diabo foi tentar convencer Jesus a transformar as pedras em pães (4.3). Veja só… que mal há em comer principalmente depois de tanto tempo de jejum? Comer pão em si não é pecado, mas dar mais importância a um pedaço de pão do que a vontade de Deus é. Por isso mesmo é que Jesus responde ao diabo: “Está escrito: Não só de pão viverá o homem, mas de toda palavra que procede da boca de Deus.” (Mt 4.4) Ou seja, pão é importante, mas obedecer a Deus é ainda mais. Estudar é errado? Claro que não. Mas faltar a igreja para estudar é. Trabalhar é errado? Ao contrário; é motivo de bênção porquanto que não tome todo tempo ao ponto de não haver um momento devocional a sós com Deus ou não poder dar atenção necessária à família.
    Não existe comunhão entre Deus e o mundo (2Co 6.14). Os ímpios não têm aquilo que deveria ser nosso maior bem, a vida eterna. Essa é a nossa pérola de grande valor (Mt 13.45-46), ou o tesouro escondido que nos foi revelado (Mt 13.44). Por isso os não crentes andam na vaidade de seus pensamentos (Ef 4.17). Eles ainda estão à caça de algo que lhes seja valioso. Eles põem o coração em coisas vãs que nós “ricos” deveríamos consideram como secundárias se não desprezíveis. Não existe lugar para a vaidade no coração do cristão. Paulo disse: “ Sim, deveras considero tudo como perda, por causa da sublimidade do conhecimento de Cristo Jesus, meu Senhor; por amor do qual perdi todas as coisas e as considero como refugo, para ganhar a Cristo” (Fp 3.8). Chega de imitar o mundo! Chega de colocar o coração em coisas secundárias. Devemos buscar em primeiro lugar o que é mais importante e mais valioso: O Reino de Deus.

    “ buscai, pois, em primeiro lugar, o seu reino e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas.” (Mateus 6:33 )

  10. Irmão

    Irmão,
    Com tantas coisas que devemos nos preocupar à respeito do evangelho, vejo que essa é uma discussão quase que, inútil. O capítulo 14 de romanos nos dá uma aula sobre isso. Ninguém vai perder sua salvação por ter uma ou mil tatuagens e, pensar assim, é ridículo. O que importa é a transformação interior. Nem mesmo a circuncisão é sinal de alguma coisa, como o apóstolo mesmo disse. Porém, não posso deixar uma má interpretação bíblica confundir a muitos, e é isso que vou tentar combater. A marcação do corpo NÃO se refere exclusivamente aos mortos. Pegue em qualquer outra tradução (mesmo as estrangeiras) e verá que essa associação exclusiva é falsa. “You shall not make any cuttings in your flesh for the dead, nor tattoo any marks upon you: I am the LORD.” assim diz na king james. Se não acredita, pegue o texto original. As tatuagens, na época, tinham um sentido muito religioso e extremamente pagão.

  11. Irmão

    Sobre o corte dos cabelos, o cortar em redondo era comum de alguns adoradores de falsos deuses (geralmente em reverência aos céus), e isso em diversos povos, no próprio Egito e até em algumas seitas na grécia. Agora, qualquer um que quer estudar a bíblia seriamente, sabe que ela não é estática. Do tempo da peregrinação de Israel até Jesus cristo, muita coisa mudou. Muita da Lei mosaica era MORAL, ou seja, era o zelo de Deus para que seu povo se diferenciasse dos pagãos. Israel sempre foi uma nação eleita por Deus, e deveria ser diferente dos outros povos, mesmo em coisas sutis, como cortes de cabelos e tatuagens. O que o corte de cabelo representa, hoje? Claro que é muito diferente de milhares de anos atrás. Portanto, não há mal em fazer a barba, ou cortar os cabelos, ou usar jeans, sei lá. Será que podemos dizer o mesmo das tatuagens?

  12. Irmão

    Ariovaldo, creio que somos irmãos em Cristo, espero que minhas palavras chamem a sua atenção. Procure se aprofundar um pouco mais na hora de argumentar versículos em assuntos tão controversos. Isso confunde muita gente, e acaba levando muitos à pecar pela falta de conhecimento. Siga meu conselho, argumente sobre assuntos morais e éticos sempre tendo em vista o capítulo 14 de romanos, ele é muito esclarecedor para coisas tal como músicas seculares, tatuagens, bebidas, roupas, etc.
    Um abraço!
    ” Assim que não nos julguemos mais uns aos outros; antes seja o vosso propósito não pôr tropeço ou escândalo ao irmão. Eu sei, e estou certo no Senhor Jesus, que nenhuma coisa é de si mesma imunda, a não ser para aquele que a tem por imunda; para esse é imunda. Mas, se por causa da comida se contrista teu irmão, já não andas conforme o amor. Não destruas por causa da tua comida aquele por quem Cristo morreu.Não seja, pois, blasfemado o vosso bem” (Rm. 14:13-16)

  13. Mário Augusto Florêncio dos Santos

    Eu tenho a maior vontade de fazer uma tatoo, mas sinceramente o preço que eu pagaria para fazê-la mão valeria à pena, ñ somente por sofrer críticas pelos os irmãos na fé, mas até mesmo por pessoas que não são da mesma fé e que esteriotipam como deve ser um cristão, afinal muitos acreditam que temos que ser todos certinhos… talvez até tenham razão, afinal devemos ser Santos, e chamar a atenção para Cristo, talvez eu colocasse pra chamar a atenção pra mim e isso não seria vaidade? as vezes quando queremos muito fazer alguma coisa arranjamos desculpas até mesmo na bíblia, para provarmos que estamos certos, o que precisamos na verdade é termos equilíbrio para entender as coisas que vem do alto, pra não agirmos como os fariseus colocando fardos pesados sobre as pessoas, mas também não agirmos como pecadores que chamam a todos que não concordam com suas práticas pecaminosas de intolerantes pra desviar o peso de sua culpa, nem mesmo agirmos como donos da verdade pq tenho observado que alguns comentaristas criticam as opiniões contrárias as suas se julgando donos da verdade, pois a maneira certa de interpretar a bíblia é a sua, excluindo com isso o Espírito Santos que é o verdadeiro intérprete, pois “muitos interpretarão para a própria condenação”.

  14. Ana Carolina Sabino

    Mário Augusto, os que acham que crente tem q ser todo certinhos são preconceituosos também! na minha igreja têm várias pessoas com tatuagens,e, sinceramente,tenho mais o que fazer do que ficar julgando se isso é certo ou errado. Pintar o cabelo não seria vaidade também?? é que a gente é cheio de preconceitos em cima somente de algumas condutas, e não de outras que parecem “mais aceitáveis” para o nosso comportamento ‘crentês’. Nós somos LIVRES; se vc gosta de tatuagem e tem dúvidas, quer uma dica? Ora!!

  15. Katelin Ferreira

    Bom é comentario contra e a favor, normal pois nenhum ser humano foi feito para concordar com tudo.
    Eu acredito que antes mesmo de olhar para o lado a julgar temos que olhar para nós mesmo e ver se temos esse poder.
    Muitas pessoas “guardam” a imagem não “agridem” o corpo e nem o “marcam”, porém agridem a própria alma julgando flando mal das pessoas a volta, São muitos irmão indo para a igreja e saindo dela flando da roupa que o irmão estava, do sapato que a irmã estava e do modo como o irmão agiu. Tem muita gente que pode até ter uma tatuagem ou algo assim e tem um bom relacionamento com Deus, e ao inves de se preocupar com o visinho vive sua vida em Cristo, que é o que realmente importa. Por isso irmão antes de apontar o dedo olhe suas atitudes e veja se voc te esse poder para julgar alguém.

  16. Katelin Ferreira

    E Uma coisa todos sabe. Nem Jesus que foi um homem SANTO não agradou a todos, foi crucificado por “seu próprio POVO”

  17. Mateus Gomes

    É mano, botei fé na sua postagem, o mais engraçado é que os próprio “Doutores da Lei” estão te batendo! kkkkkkk Vai nessa fé ae!

  18. josué

    como disse a maiara mais acima, nao tem nada a ver né? pois é… hoje nós temos até igrejas gays, temos prostitutas que vão à tv e dizem que sao evangelicas, temos “pastores” gays e lesbicas… o que é uma tatuagem né mesmo?…
    só que a palavra do Deus vivo, que vai julgar os vivos e os mortos diz:”ROMANOS 1, 27 LEIA O CAP TODO”, “I CORINTHIOS 6, 10″,mas as pessoas acreditam que Deus mudou e tudo isso contido na sua palavra nao tem mais validade então, o que é uma tatuagem né mesmo?

  19. josue

    Tá. digamos que eu também não saiba se é pecado ou não fazer uma tatuagem. Como o pastor sitou acima, algumas passagens bíblicas não deixam claro, ou falam de fazer marcas mas não é tatuagem, em fim. Mas gente, o que está em jogo é a nossa ETERNIDADE. E se isso ou qualquer outra coisa nos condenar? Será que vale a pena perder a salvação por tão pouco? Passar uma ETERNIDADE no INFERNO por causa de uma tatuagem?
    A Ana Carolina Sabino acima diz que na sua igreja tem muita gente com tatuagem e que “crente não tem que ser certinho” Ana aconselho voce rever seu conceito de “crente”
    Não devemos nos esquecer que “estreito é o caminho que nos conduz à vida eterna” Disse Jesus. Portanto, não perca a tua salvação por tão pouco.

  20. josué

    “Para que, no tempo que vos resta na carne, não vivais mais segundo as concupiscências dos homens, mas segundo a vontade de Deus.” 1 Pedro 4:2

    Aqui o apóstolo Paulo fala sobre o tempo que nos resta na carne, pois ele sabe que há um tempo em que vamos deixar esse corpo, e nosso modo de vida vai determinar onde vamos passar a eternidade. Então ele recomenda que nossa vida não esteja baseada nos desejos da carne e nas coisas deste mundo. Precisamos viver segundo a vontade de Deus, para alcançar graça e misericórdia, e assim entrar no Reino dos Céus.

    Confissão: Senhor Deus, que sua vontade se cumpra em mim, que minha velha natureza, meus desejos da carne, não impeçam o Espirito Santo de agir em minha vida. Quero seguir os passos de Cristo e me aproximar cada dia mais do Seu caráter. Sei que isso só é possível através da Sua graça. Reconheço minhas limitações e clamo por Sua ajuda.

    FONTE:(http://www.renovacaoemcristo.com.br/index.php/devocional-onde-vamos-passar-eternidade/)

  21. Leandro de Jesus Pereira

    Esse tal de Carlos Eugenio, me deixa ate com vergonha. pois sem argumentos, somente foi agressivo, mostrando que alem de não ter conhecimento suficiente para arguementar, tambem não tem educação. parabens pela materia e pelo esclareciemte. As que não concordão, voltem ao tempo da lei e a cumpra ao pe da letra. kkkkkkkkkkkkkkkk
    “Carlos Eugênio disse:
    13 de junho de 2012 às 19:04
    Bom, já que o “pastor” gosta de dar uma de “descoladão” e usar termos “pesados” como “estrupar o contexto” e tal…ai vai! O que vejo aqui é uma “besta” mais crente em contextos (que somente sua imaginação tacanha encherga) do que em textos. Usando argumentos bem simplistas mas que aos incautos tem “aparencia de sabedoria e loquacidade”, escreve uma batelada de sandices. O argumento de que “juntos somos a edificação” e separados somos “somente pedras” então?? kkkkkkk…forçou! Então vamos combinar o seguinte: um irmão tatua no peito o “J”…outro o “E”…um terceiro o “S” e assim sucessivamente até juntos formarmos Jeeesuuuus! kkkkkkkk. “Aquele que quer vir após mim, negue-se a si mesmo, tome a sua cruz e me siga…”. Por incrivel que pareça, esse “ser” que se intitula pastor com essa aparencia bizarra e medonha, esta como os fariseus e seus argumentos para no fundo depois de dialogarem com Jesus deixar a vontade de Deus de lado e viver a própria…Lembra do “corbã” ? Invalidam o mandamento de Deus pela propria tradição ou particularidade. Então..davam voltas, iam pra Moisés…apelavam para Abraão…davam voltas….pergutavam “humildemente” quem era seu próximo, pois desejavam ajudá-lo porém, queriam saber quem era seu próximo para não fazerem o bem a “qualquer um” né…no fundo no fundo, blasfemavam da fé…agrediam Jesus e faziam o que queriam! Mortificação pessoal em prol do testemunho é muito raro de se ver hoje em dia! entender que devemos nos entregar e fazer o que Deus pede…dar nosso coração é uma fé madura e confiante que vemos pouco hoje pois aumentam esses “Profetas” que profetizam o que as pessoas querem ouvir…mestres segundo a própria concupiscencia! Quem quer ficar com o corpo parecendo um anuncia de feira…com a cara toda rasgada de pircing esta aqui batendo palmas….fala o que querem ouvir!!!! Adeus anomalia estética, moral e teológica!!!! Sem rescentimentos pois o sr. é “descoladãooooo” ai!!!!!!”

  22. Katelin Ferreira

    “Todas as coisas são lícitas, mas nem todas as coisas convêm; todas as coisas são lícitas, mas nem todas as coisas edificam.” (I Coríntios 10:23)

  23. Fellipe

    Credo, é cada coisa que se vê. A melhor delas foi perder a salvação. Eu acho que quem crê que pode perder a salvação deveria perder a salvação só pra abandonar a idolatria de si mesmo.

  24. Wendel

    Eu queria muito fazer uma tatuagem, então sem dúvidas, mas querendo fazer a vontade de Deus, orei a respeito, os demais acreditando ou não, recebi no meu espirito algo do espirito santo a seguinte pergunta; para que? pensei na hora que seria algo para glorificar a Deus, mais tarde durante a minha leitura da biblia eu li; adorarão o senhor em espirito e em verdade, logo pensei, que não é minha carne que adora a Deus, mas sim meu espirito .

  25. Pingback: Tattoo e a bíblia « :: Comunidade Cristã Abrigo7

  26. Priscila

    Bom, se ainda tá valendo algum comentário, gostaria que alguns refletissem em algo:
    Se nós tivéssimos presenciado a passagem de Jesus aqui na terra, como seria a nossa reação?
    O seguiriamos, amariamos ou fariamos parte dos que o julgaram e o crussificaram?
    Lembrando que para muitos, na época Jesus “profanou”. Ele era tratado como louco e (na minha opinião) foi um grande revolucionário (assim o vejo, como meu heroi). Porém, esse é o nosso pensamento hoje, mas e antes, nós seguiriamos alguém que era tratado como um louco, fenticeiro?
    Hoje, pela fé de muitos que o seguiram e pela graça do próprio Cristo e demonstração do seu amor,
    podemos viver da graça de Cristo e pregar o seu evangelho.
    Mas e antes? Será que teriamos essa mesma audácia?
    Creio que seriam para poucos, assim como foi.

    Acredito que os que chegaram até Cristo e o conheceram (como João) o amaram e puderam enxergar o próprio Deus nEle.
    Muitos, de longe mesmo, o julgaram e decidiram crucificá-lo.

    Se jugaram ao próprio Cristo porque estariamos isentos desse mal? Infelizmente, esse clichê, não me caí como uma desculpa, mas como uma verdade.

    Tenho minhas tatuagens, mas não às coloco em primeiro lugar na minha vida, assim como não coloco, casas, carros, entre outros bens matériais, pois creio, Buscai primeiro o reino de Deus e sua justiça, e as outras coisas serão acrescentadas. (isso não quer dizer que ficarei sentada esperando, pois até Jesus trabalhou como carpinteiro)
    Se a sua tatuagem não vai abalar sua fé, amém. Mas se for algo que possa abalar, não recomendo. Assim como qualquer outro bem (Se um emprego, um alto cargo, fará você esquecer de Deus se achando suficiente, também seria um caso a se pensar).
    Enquanto as pessoas me olharem e falarem, você tem algo diferente, um brilho (e não uma tattoo) Agradeço a Deus pela sua graça e misericórdia em se mostrar presente em minha vida (QUE SERÁ RESULTADO DE UMA BUSCA COTIDIANA).

    Eu tenho tatuagens e não me julguem como julgaram o próprio Cristo, apenas OBSERVEM (PRATIQUEM) AS OBRAS, essas sim o Pai vai requerer de nós!

    E sigam a dica do Pr. Ariovaldo, na dúvida não faça. E na certeza, procure um profissional.
    Essa é uma escolha bem pessoal, assim como a escolha de um curso universitário, que pode levar a sua vida a outros rumos profissionais, não sendo diferente com uma tattoo, ela também poderá te levar a outros lugares, assim como ambos, podem te impedir de conhecer novos rumos.
    Eu não tive dúvidas e não me arrependo de tê-las. Mas isso não serve pra você, assim como a escolha do meu curso universitário.

    E fica a dica pros que tentam denegrir a imagem do Pastor: “amai o teu próximo como a si mesmo”. Denegrir a imagem de qualquer ser humano, por pior QUE VOCÊ ACHE que ele seja, não provém de Deus. Siga os exemplos dEle, Ele amou a todos.

  27. Paula

    Se nossa conduta, nosso entendimento e esclarecimento sobre a Palavra é algo inútil e sem razão para discuções, nao tenho a minima condição de ir falar de Jesus, Seu amor e Sua salvação. Ou os irmãos acham que não terão que argumentar com o povo por ai sobre fé, doutrina, rituais??!! Se não conseguimos discutir saudavelmente entre nós (que teoricamente acreditam na mesmo coisa), esqueça cumprir o Ide, meu caro!

  28. Igor Moreira

    Bom, não li todos os comentários, nao sou adepto de nenhuma instituição religiosa comtemporanea ou neo-pentecostal. Não me julgue como um líder, ou formador de opinião evangélico, apesar de ter fé e religião como base, mas queria questionar o sr. Carlos Eugênio por sua imensa falta de sensibilidade, conhecimento e acima de tudo sabedoria, ao falar tantas palavras ofensivas e desprovidas de coerência. Queria preguntar sr. Carlos Eugênio em qual evangelho o sr. vive, porque não é nem de longe o verdadeiro, pois existe respaldo bíblico para se definir o evangelho! O sr. chamou o Pr. Ariovaldo Jr. de fariseu. Como assim? Você é que é o fariseu, o seu negócio é aparência, julgamento, palavras que se utilizam de um português correto, entre outros. Você se preocupa tanto com a Moral, que se esquece ou nunca aprendeu que a Moral que o sr. idolatra muda com o tempo! Conceitos mudam com o tempo! Palavras têm o seu sentido mudado com o passar do tempo! A sua verdade não é absoluta. Agora a verdade que prega o evangelho diz para amar a Deus acima de todas as coisas e o próximo tatuado, sujo, nu, preso, miseravel etc. etc. como a ti mesmo

  29. se.a

    Esse tal pastor é um otario..olha como fl com a pessoa q fez a pergunta..como se ele sobesse td na vida tenha dó ! a questao das tatuagens se diferencia em cada um.nem td mundo se arrepente,nem td. tatoo fica feia com o tempo,doem sim .mas td na vida doi..entao se alguem qr tatuar algo..decida por si proprio.

  30. robson rj

    I

    rmaõs é pra todos ,JESUS esta voltando. como eu tenho vivido?as pessoas não examina a si mesmo; por isso que a muitos fracos e doentes no meio vós; vamos fazer o que CRISTO mandou fazer que é prega a palavra de salvaçaõ.o nosso dever é amar o nosso próximo como a nós mesmo .vamos para de lutar contra nós mesmo com perguntas que bombardeião a pessoa ou a imagem do seu irmão vamos dar as mãos em prol da salvação e não querer colocar as nossas razões como verdades,pois JESUS É A VERDADE E A VIDA ,É A PORTA QUE LEVARAR AO CÉU .O diabo esta aproveitando esta breixa pra colocar o seu infeno no meio do povo de DEUS .vamos vigiar pois estar proximo o nosso dia com CRISTO

  31. marina

    tatuagem nao e pacado eu tenho cinco e nenhuma desmoraliza o nome de DEUS eu creio no senhor vivo seguindo seus preceitos e n faco mal p ninguem

  32. marina

    bom como falei antes eu sou crista catolica tenho cinco tatuagens e dois piercings sou professora tenho 19 anos vou ainda cobrir meus bracos com tatuagens e nenhuma que eu tenho e q ainda vou fazer e malefica e nao desmoraliza os ensinamentos de DEUS. Eu creio nele e nas suas obras eu vivo conforme suas escrituras e tenho orgulho de ter coragem de expor na pele o que eu realmente sou. Voces que pensam que e pecado sao uns preconceituosos. Pois eu prefiro mil veses carregar na pele uma imagem do que no coracao um preconceito.

  33. Pingback: Tatuagens, piercings, etc - BFS #10 | Crentassos Blog & Podcast Cristão

  34. Alex Lima

    A sua tese mostra o que eu realmente penso. Tatuagens nunca foram e nunca serão proibidas perante a palavra de Deus. Antes, tinha pavor de profanar o meu corpo, o tão falado “TEMPLO DO ESPIRITO SANTO” mas hoje, olho de forma diferente. Observei um homem que se diz cristão chamado Carlos Eugênio critica-lo duramente sobre o seu post e me perguntei: Quem é ele? Imaginei também esse mesmo homem passando pela situação citada pela Priscila (09/03) e o vi CLARAMENTE em meio a multidão gritando CRUCIFIQUEM! O meu medo é pelas pessoas que talvez são guiadas ou direcionadas por pessoas assim, que não mostram uma base para a discussão BÍBLICA, mas usam de artifícios como a ofensa para tentar “ganhar” em algo que ninguém ganha, apenas esclarece.

    Não estou aqui para causar confusão. Apenas li um post interessante e vi uma retórica fraca e sem base e isso me indignou.
    Bom, no mais, que a paz de Cristo reine em nossa vidas sempre!

  35. Michele Macedo

    Super apoiado Lucas Campos! Eu amo demais ao Senhor Jesus e semrpe tive vontade de ter uma tattoo, até que fiz uma coroa e coloquei o no nome de Jesus nela, pois a minha coroa pertence a Ele. Confesso que se eu soubesse que doía tanto, eu não teria feito.. Mas já fiz e ficou linda! Mas uma coisa eu digo à vocês, EU AMO MUITO À DEUS E NÃO É UMA TATTOO QUE ELIMINOU OU IRÁ ELIMINAR MEU AMOR E MEU SERVIÇO À ELE E ÀS PESSOAS! SOU SERVA DELA!
    Um grande abraço.

  36. Mona

    Em primeiro lugar, tem alguns tipos de “marcas” que não são lícitas ao cristão fazer… Uma delas, por exemplo, são as marcas feitas nas pessoas praticantes de candomblé na sua iniciação. Pra quem não sabe, são feitos cortes na carne, e se jogam sangue de animais para misturar o “axé” (sangue/força vital) do animal ao da pessoa. As cicatrizes desses cortes ficam tipo uma tatuagem verdinha, na nuca, peito e braços da pessoa (que eu tenha visto, pelo menos nesses lugares, se tem mais não tenho ideia). Tais marcas obviamente não serão feitas por um cristão, e se porventura essa pessoa fez anteriormente e vir a se converter, tais marcas estarão com ela o resto de suas vidas, mas para Deus estarão no mar do esquecimento.

    Passando as tatuagens, propriamente ditas, serem feitas por alguém que já é cristão, creio ser interessante pensar no significado do desenho. Logo, fechar as costas com um lindo “demônio” também não me parece o mais acertado a se fazer.

    Outra coisa meio óbvia é ter maturidade. Portanto, se você ainda mora com seus pais e depende deles financeiramente, primeiro vira gente, cresce, e depois pense numa tatuagem.

    Se você passou por tudo isso, e ainda assim pensa em ter uma tatuagem, vamos lá…

    Você já passou num concurso? porque conseguir emprego com tatuagem é roça! Infelizmente, mas é a mais pura verdade…

    Eu sou uma pessoa que sempre tive um visual “alternativo”…
    Venho de um berço católico, apostólico, macumbeiro, simpatia de final de semana, visitante do vale do amanhecer, romano… Então tive contanto com catolicismo, espiritismo e nova era. Nenhum familiar meu porém é adepto de visual diferente, por não ter vindo de berço evangélico. Pelo contrário, são todos militares, e contra até o último fio de cabelo a qualquer tatuagem, piercing, ou body modification de qualquer estilo. Minha mãe chegou a queimar minhas roupas pretas achando que eu tinha pacto com demo, e eu ia com minha roupinha preta e coturno pra igreja, adorar a Deus, com meus amigos todos evangélicos, da igreja que congrego até hoje… Acho que fico bem de preto, não tem nada de satânico nisso. Aliás, quem anda de branco é o pessoal do candomblé. Até hoje não sei qual analogia foi feita pra chegar nessa conclusão de que rock (gospel) + preto + etc = demônio…

    Pois bem, me converti aos 12 anos, congrego há 12 anos na mesma igreja, sou casada há 10, mãe de um filho de 8. Mas sou adepta de um visual que costuma desagradar o “povo da igreja”… Visto preferencialmente preto, embora tenha algumas pecinhas de outra cor. Amo cabelo colorido… Quando coloquei o meu primeiro piercing que foi na língua em 2007 (quando eu já era maior de idade, casada, mãe, universitária) uma irmã foi fazer fuxico com minha mãe e meu pastor pra “contar” que eu botei um piercing… Minha mãe disse que eu sou maior de idade, vacinada, e que ela não tem nada com minhas decisões, e muito menos esse ser tem nada que se intrometer… E meu pastor disse que no dia que eu fizer algo que mereça ser disciplinado ele me disciplina, e fiquei sabendo disso pela minha mãe, porque o pastor não falou nada comigo.
    Minha única reação foi dizer: Prefiro carregar comigo um furo na língua do que ter a língua felina que só serve pra semear contenda e fazer fuxico. Ponto. Não vou negar que fiquei extremamente magoada com a atitude da “obreira sapato de fogo”, mas já perdoei.

    Então sou muito mais eu, que sou assim, tanto na rua, quanto em casa, quanto na igreja, como em qualquer lugar. Que minha palavra é sim, sim, não ,não… que uma pessoa que tem cabelo nos pés, saia nos pés, e vive para falar mal dos outros e tem duas caras!
    Não “sou” assim para me adequar a grupo nenhum (se eu fosse me vestir de acordo com o grupo eu andaria de saião e cocó!) , não sou professorinha, tenho uma personalidade forte, mas sou verdadeira em tudo que faço ou sou.
    O que sou aqui, sou em qualquer lugar… Não troco o tamanho da saia de acordo com lugar que frequento, não pareço uma pessoa na igreja e outra no trabalho/faculdade/rua como muitos “cristãos” espalhados por aí.
    É tanta gente preocupada com o que faço com o Meu couro, que se esquecem de tirar o argueiro dos olhos.
    É tanto fariseu, que só pensa em julgar o próximo porque aos olhos deles, não são santos o suficiente.
    Colega, quero ver o fariseu na madrugada pregando pro travesti.
    Quero ver o fariseu pedindo comida no trabalho pra ajudar a assistência social da igreja.
    Quero ver o crente que dá comida pra um bichinho de rua, invés de jogar água quente no lombo…
    Quer saber… todo crente esteriotipado que conheço (saião, bíblia desodorante, cabelão, terno), tem é um coração amargo e ruim. Falta o principal, falta amor!!!

    No dia que olharem para qualquer pessoa, independente da sua aparência ou condição, e a amarem, o evangelho será abraçado. Vidas só podem ser salvas, se forem aceitas.
    Não estou falando de aceitar pecado.
    Mas confundir uso e costume, doutrina de homens com pecado já é um pouco demais.
    (Eu recomendo aqui a leitura do livro do Ricardo Gondim “É proibido – o que a Bíblia permite e a igreja proíbe” da editora CPAD – dá uma boa luz sobre esses assuntos de usos e costumes.)

    O mais indicado, é cada um fazer por si só um estudo profundo das escrituras, pegar diferentes traduções, ver o original no grego e no hebraico. Porque muitas traduções, no intuito de “facilitar” o entendimento, ao meu ver, alteram muito o sentido original do texto. Um cursinho de hermenêutica vai bem, teologia básica, bacharel… faz lá, não dói!

    Eu penso em fazer tatuagem desde os 18 anos. Mas esperei sair da casa dos pais, ter minha vida, meu emprego, e enfim escolhi os desenhos.

    É preciso estudar muito para não colocar nenhum símbolo ocultista, com sentido duplo, ou negativo na sua pele.

    Quando a se arrepender, coloque o desenho que você quer fazer como protetor de tela do seu pc, do celular, veja se este desenho te dá paz, se você fica feliz ao vê-lo em diversos momentos do dia. Caso não se sinta à vontade, não faça. Pense bem no local, se com o tempo a pele vai ficar flácida, se não vai ficar visível demais te atrapalhando a carreira, se não vai chamar atenção para alguma parte do corpo que não deveria, etc.

    Enfim, marquei minha tattoo, vou fazê-la em breve, não é nenhum versículo, Vou fazer dois animais realistas, representando genericamente os animais que eu crio, e vou fazer uma que é em homenagem ao meu filho a letra א que representa o nome dele “Álef”.

    Eu só tenho certeza de que no Grande Dia, teremos muitas surpresas.
    Não se conhece o verdadeiro cristão por aparência, mas pelos frutos.

    Mateus 7:20-27
    Portanto, pelos seus frutos os conhecereis.
    Nem todo o que me diz: Senhor, Senhor! entrará no reino dos céus, mas aquele que faz a vontade de meu Pai, que está nos céus.
    Muitos me dirão naquele dia: Senhor, Senhor, não profetizamos nós em teu nome? e em teu nome não expulsamos demônios? e em teu nome não fizemos muitas maravilhas?
    E então lhes direi abertamente: Nunca vos conheci; apartai-vos de mim, vós que praticais a iniqüidade.
    Todo aquele, pois, que escuta estas minhas palavras, e as pratica, assemelhá-lo-ei ao homem prudente, que edificou a sua casa sobre a rocha;
    E desceu a chuva, e correram rios, e assopraram ventos, e combateram aquela casa, e não caiu, porque estava edificada sobre a rocha.

    O vento passa mas não nos abala. O crente tem que ser igual Palmeira.
    O que vejo muito hoje em dia é crente dodói, troca de igreja por qualquer picuínha, não tem o corpo da igreja como uma família, não ora nem apóia o pastor, não faz nada por ninguém e quer que todos o visitem, diz que ninguém dá oportunidade mas não levanta o rabo do banco pra se oferecer a fazer nada, e no fim das contas, invés de ir ao templo cultuar a Deus, fica preocupado com o cabelo da irmã, a saia repetida da fulana, o jovem que fez ou deixou de fazer, se fulano tem tatuagem…

    Aquele que não tem pecado, atire a primeira pedra.
    Telhado de vidro, que somos todos nós, fica quieto, faz o que te aprouver, e aguarde o dia do juízo, pois cada um dará conta de SI…

    Fazer-se de santo por fora, não te faz irrepreensível aos olhos de Deus.

    Eu deito e logo pego no sono porque o Senhor me faz repousar tranquilo.
    Quem tem consciência limpa, é tranquilo em qualquer lugar.

    Já quem deve, fica acusando os outros como forma de se justificar.
    O papel de acusador é do Diabo, e o que tem de crente fazendo o trabalho dele não é brincadeira.

    Julguemos menos, amemos mais.
    Respeite o livre arbítrio do seu irmão, mesmo discordando.
    Converse com ele em amor, se for errado, Deus tratará com ele. Não você!!!

    Obviamente que pra quem vem de lar evangélico, duma criação tradicionalista é complicado tolerar essas coisas.

    Meu marido veio de uma congregação que pregava que tinha que dormir de TERNO porque se Jesus voltasse de noite e você estivesse “mal trajado” você ficaria!!!
    Quando ele via mulheres de calça, com cabelos pintados, unhas pintadas, ficava escandalizado…

    Então, fica a dica: não vá congregar na madureira querendo ser tatuado, colorido… procure uma igreja que te aceite, ou seja, onde seus usos e costumes não afetem sua doutrina. Afinal, se você desobedece a doutrina da igreja, desobedece o pastor, e isso sim é pecado!

    Só não confundam liberdade com libertinagem.
    No mais, voltemos a Deus e deixemos esses absurdos extremistas xiitas que nada tem a ver com Evangelho de Cristo.
    Pela Graça sois salvos.
    Merecedor nenhum de nós somos.

    Concordo em número, gênero e grau com comentário da Priscila!

    Graça e Paz.

  37. neto

    Esse assunto causou muita polemica quanto defendi essa questão em meu face…As pessoas perde a comunhão por divergências de ideias!Rico texto…

  38. Ismael feijao

    È uma questão de fé nas escrituras e estudo da própria,ela diz para sermos imitadores de Cristo.Bom,Cristo só procurava realizar “obras santas”.Se por acaso tatoo é santo para aqueles q querem fazer uma,faça e esperem o resultado.

  39. Johnd847

    I got this website from my friend who told me concerning this web site and at the moment this time I am visiting this web page and reading very informative content here. aagbekcfkafd

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>