Estou cansado de protestos

O protesto ou manifestação expressa a reação relativamente contra os eventos ou às situações, às vezes a favor. Os manifestantes organizam um protesto como uma maneira pública de que suas opiniões sejam ouvidas em uma tentativa de influenciar a opinião pública ou a política do governo, ou podem empreender a ação direta tentando, elas mesmas, decretar diretamente as mudanças desejadas.

Fonte: wikipédia

Se as pessoas acreditam mesmo que o Reino de Deus é real, por que então insistem em não levarem as coisas deste reino a sério? Pra começar não levam a si mesmos a sério. Ou preferem não pensar muito a respeito de si próprios, ou pensam mais do que deveriam. Esta presunção gera toda sorte de males; e corrói relacionamentos como um câncer.

rebeldia01Estou farto de manifestações vazias em favor daquilo que indivíduos consideram estar acima dos interesses coletivos. Parece que o amar a si mesmo está valendo mais do que o amar ao próximo. Despidos da bandeira do amor, vejo diariamente pessoas armadas e prontas para explodirem outras em favor de causas pessoais, hereticamente associadas à vontade de Deus.

Gosto de pensar que estou em meio a uma guerra e com poucos soldados aliados. Esta milícia da qual faço parte possui uma missão. Porém tão importante quanto cumprir a missão, é que todos cheguem VIVOS ao final. Por isso se torna necessário gastar tanto tempo tratando relacionamentos e gerando um ambiente de confiança mútua. Aqueles que pensam que basta pegar em armas e AGIR, erroneamente não percebem que estão causando divisões que irão culminar no extermínio de boa parte dos indivíduos envolvidos na ação. Então questiono: acreditamos mesmo que o método maquiavélico de lidar com pessoas é válido?

Toda crítica realizada “nas costas” trata-se simplesmente de uma forma de rebelião. Toda tentativa de se passar por cima de pessoas, é como uma tentativa de assassinato. Estas ações podem afirmativamente serem classificadas como “escândalo”, pois são danosas a ponto de afastar alguém do caminho. E curiosamente tenho propriedade para fazer este tipo de afirmação, pois eu é que sei o quanto já fui um idiota. E pior do que um rebelde sem causa: um defensor de causas perdidas.

Como defensor da palavra de Deus, obviamente não estou conformado com toda sorte de besteiras que têm sido ditas nos nossos dias. Mas não dá mais para fingir que está tudo bem nesta atitude infantil de realizar críticas sem sermos parte ativa na solução dos problemas.

Apontar erros é fácil. Difícil mesmo é guiar pessoas pelo caminho da verdade. Difícil mesmo é ser zeloso dos interesses coletivos. É renunciar a si mesmo para que outros possam enxergar o caminho.

Estou cansado de auto-intitulados “defensores do evangelho”. Curiosamente o evangelho não parece se preocupar em defender a si mesmo. Matar pessoas pela “causa” é ridículo como empreender uma Cruzada ou promover a volta da Inquisição.

Não tenho tempo a perder com isto. Meu objetivo é perder para que outros vençam. E o que passar disto, é vaidade pura.

Você pode gostar...

1 Resultado

  1. Markeetoo disse:

    “Porém tão importante quanto cumprir a missão, é que todos cheguem VIVOS ao final. Por isso se torna necessário gastar tanto tempo tratando relacionamentos e gerando um ambiente de confiança mútua.”

    gostei disso,
    mt bom o texto meu brother!

    A gente realmente precisa aprender a morrer. Abraço!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.