Meditação? Que diabos é isso?

Dá pra perceber claramente que nós ocidentais temos aversão à palavra meditação. Principalmente nós que nos consideramos cristãos evangélicos. Como se meditação estivesse associada a sentar-se no chão, acender um incenso fedido, cruzar as pernas, fechar os olhos e dizer “aummm”. Particularmente, gosto de todas estas coisas, com excessão de cruzar as pernas. Mas este estigma de meditação muitas vezes não permite que tenhamos um tempo de qualidade na leitura, tanto da palavra quanto de artigos de outras pessoas.

Tenho me dedicado bastante à leitura de artigos nos últimos meses. E a cada dia fico mais surpreso com a qualidade dos materiais que gratuitamente podemos encontrar na internet. Inclusive este site é uma tentativa minimalista de colaborar com a produção intelectual cristã independente, pois creio que nem sempre há uma correta valorização do conhecimento no meio evangélico. Lidar com pessoas que pensam pode ser algo problemático realmente. Mas quem disse que pastorear é fácil?

Há alguns anos, quando ainda estava na faculdade, eu disse em uma roda de amigos que gostaria que existissem “livros do Paraguai”. Isto por que sempre considerei um livro um artigo caro. Devido à grande desvalorização da moeda do país nos últimos 15 anos, hoje não considero que 30 reais em um bom livro seja tão caro assim. Mas, o mau hábito de querer comprar coisas de 1,99 as vezes me impede de comprar mais.

Quando comecei a ler mais artigos cristãos na internet, passei por uma crise de identidade ao me deparar com textos tão críticos e embasados biblicamente, que abalaram minhas convicções mais sólidas. Demorei um certo tempo para digerir tudo aquilo. E, uma vez terminado este processo, aprendi a meditar em idéias diferentes com paciência, mesmo que estas idéias pareçam absurdas inicialmente.

Quem disse que não podemos dedicar tempo para entendermos as coisas loucas e absurdas? Se investirmos tempo na busca da revelação que apenas o Espírito Santo pode trazer, necessariamente iremos bater de frente com as respostas.

Gasto boa parte de meu dia em meditação. Mesmo que seja sentado no sofá ao lado de minha mesa no trabalho. Medito lendo o jornal e a revista. Ou ouvindo a conversa das pessoas ao meu redor. Medito na palavra de Deus e nos artigos de pensadores cristãos que leio na internet. Medito nas heresias que ouço a todo tempo na TV. E neste processo Deus vai falando pacientemente comigo, de modo que eu possa compreender ainda mais o que significa andar com Cristo.

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.